7 de fev de 2011

UMA SAFRA DE QUALIDADE ENTUSIASMA OS VITICULTORES

MENOS CHUVAS, MENOS DOENÇAS, MAIOR TEOR DE AÇÚCAR NA UVA


Vinhedo de Cabernet Sauvignon ainda em maturação

Pela primeira vez em muitos anos, os viticultores da região serrana de Bento Gonçalves não estão reclamando do preço da uva pago pelas cantinas. A qualidade da vindima valorizou a produção. As uvas Chardonnay já colhidas nos vales e encostas baixas atingiram grau glucométrico de 18º a 20º Brix, elevando o quilo até R$2,30. A produtividade dos vinhedos também foi beneficiada pela não ocorrência de geadas e ausência de chuvas na floração, em outubro.


A qualidade da Chardonnay entusiasma as vinícolas voltadas à produção de espumante, que tem nessa uva junto com a Pinot Noir, a matéria prima essencial. Afinal, a demanda pelo espumante nunca foi tão grande quanto em 2010. As vendas cresceram 12%  nas vinícolas gaúchas, responsáveis por 90% da produção nacional. 

Uvas Prosecco quase ao ponto da colheita

Também estão sendo colhidas as variedades americanas e híbridas para suco de uva e vinho corrente, que igualmente se apresentam com maior qualidade em relação ao ano passado.

Na próxima semana e até o final do mês devem ser colhidas as variedades tintas viníferas, para as quais também há muito boas expectativas, em razão do seu desenvolvimento atual.

Uvas Tannat na muda da cor

Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns!!

Belas fotos que realmente transmitem
a qualidade do produto que teremos.
Essa safra promote !